Vídeo

Conheça o Karatê Dojô Erechim

Sobre o Karatê

image2

O Karatê surgiu na índia, onde sua data é incerta e tanto no tempo como na distância até chegar ao Karatê que é atualmente. Teve início com o Bodhidharma, que era um monge indiano que migrou para a China. Chegando ao norte da China, foi recebido em um templo Shaolin, onde verificou que os monges que habitavam tal templo tinham seus corpos definhados, pois ficavam muitas horas meditando (G. Funakoshi, 1975).


Bodhidarma era descendente de uma família de guerreiros, portanto, tinha conhecimento das técnicas de luta. Ao visualizar os monges, decidiu por repassar as técnicas de luta para que esses pudessem desenvolver o corpo e o espírito. Nesse contexto histórico essas técnicas foram denominadas de Kung Fu Shaolin ou Boxe Chinês. (G. Funakoshi, 1975).


Tais técnicas difundiram-se, através dos monges Shaolin pela China. Devido à proximidade da China com Okinawa somado ao grande fluxo de navios mercantes que acarretavam um maior fluxo de pessoas, o Boxe chinês chegou à ilha, através de um destes monges Shaolin que ali se estabeleceram.

Por ser uma importante rota comercial entre a China e o Japão, os moradores da ilha de Okinawa eram muitas vezes alvos de saqueadores e por isso acabaram por aprimorar o Boxe chinês para se defenderem, já que na época foi proibido o uso de armas pelo imperador.


No Japão o Boxe chinês teve vários nomes, mas o mais conhecido é Karatê que significa “Kara” vazio, “Tê” mãos, então sendo “Mãos Vazias”, como a técnica era usada para guerra ela ficou conhecida como arte marcial.


Após a segunda guerra mundial esse conceito de arte marcial foi caindo, apesar de ser usado até hoje. Isso porque, arte marcial é proveniente de guerra, pois marcial vem da palavra marte que é o Deus da Guerra, na mitologia romana. 


Posteriormente Ginchin Funakoshi, conhecido como “pai do karatê”, nascido em 1870 e falecido em 1957, introduziu o “Dô” que significa caminho, passando a ser denominado Karatê-Dô. O sufixo “Dô” ou caminho, veio da filosofia oriental, principalmente do Taoísmo e Budismo.

Então, no Japão o Boxe Chinês passou a ser chamado de Karatê-Dô. Segundo M. Nakayama (1977), Ginchin Funakoshi cultivou que o propósito máximo da prática dessa arte é o cultivo do espírito de humildade, mas ao mesmo tempo o desenvolvimento da força, para que com um único golpe, seja capaz de destruir um animal selvagem enfurecido.


O Karatê como esporte também vem evoluindo ao longo dos tempos, para chegar até onde chegou hoje, como esporte olímpico através da WKF (World Karate Federation), entidade responsável em difundir o Karatê como esporte olímpico no mundo. No Brasil é representada pela CBK (Confederação Brasileira de Karatê) e no estado é representada pela FGK (Federação Gaúcha de Karatê).

Entre em contato

Envie uma mensagem

Karatê Dojô Erechim

Rua Washington Luiz 286, Centro, Erechim - Rio Grande Do Sul, 99700-086, Brasil

karateerechim@gmail.com